Ao optar por negar uma série de pedidos de habeas corpus protocolado pela defesa do ex-ministro Henrique Alves (PMDB), a Justiça considerou a liberdade do peemedebista um risco para a movimentação de contas dele no exterior e eliminação de provas.